O SQL Server 2019 pode gerenciar quaisquer dados, em qualquer lugar e a qualquer hora, sendo eles estruturados, semi-estruturados e não estruturados, como imagens. Além disso, fornece um conjunto de recursos integrados que permitem a consulta dos dados, pesquisas, sincronização, relatos e analises. Para fazer seu licenciamento e obter acesso as melhores features para o seu negócio é necessário estar a par das diferenças entre a formas de licenciamento.

Licença Baseada em Core (Núcleo)

Sob o modelo de licenciamento por Core (Núcleo), cada servidor executando o software SQL Server 2019 ou qualquer um de seus componentes (como o Reporting Services ou o Integration Services) deve receber um número apropriado de licenças principais do SQL Server 2019. O número de licenças principais necessárias depende do licenciamento do servidor físico ou OSEs (ambientes virtuais do sistema operacional).

Ao contrário do modelo de licenciamento Server + CAL, o modelo por Core permite o acesso a um número ilimitado de usuários ou dispositivos para conectar-se dentro ou fora do firewall de uma organização. Com o modelo por Core, não é necessário adquirir licenças adicionais de acesso para cliente (CALs) para acessar o software SQL Server.

Como licenciar o SQL Server 2019 usando o modelo de licenciamento por Core

Ao executar o SQL Server em um OSE físico, todos os núcleos físicos no servidor devem ser licenciados. Software Partitioning não reduz o número de licenças core necessárias, exceto ao licenciar máquinas virtuais (VMs) individuais. É necessário um mínimo de 04 licenças core para cada processador físico no servidor.

Para determinar e adquirir o número correto de licenças core necessárias, é preciso:

1. Contar o número total de core físicos no servidor.

2. Adquirir o número apropriado de licenças core necessárias para o servidor. As licenças core são vendidas em pacotes de dois, deve-se dividir o número de licenças necessárias por dois para determinar o número real de itens de linha (SKUs de licenciamento) a serem solicitados.

O modelo de licenciamento por núcleo é apropriado quando:

  • Implantação do SQL Server 2019 Enterprise Edition (incluindo o uso da opção de implantação do SQL Server Parallel Data Warehouse) ou do SQL Server 2019 Web Edition.
  • Implantação de workloads na Internet ou extranet, sistemas que se integram a workloads voltadas para o exterior (mesmo que dados externos passem por um ou mais outros sistemas) ou quando o número de usuários / dispositivos não puder ser contado facilmente.
  • Implementar implantações centralizadas que abrangem um grande número de usuários / dispositivos diretos e /ou indiretos.
  • Os custos totais de licenciamento para licenciar o software SQL Server 2019 Standard Edition são mais baixos do que os incorridos usando o modelo de licenciamento Server + CAL.

Importante: O uso da tecnologia hyper-threading não afeta o número de licenças principais necessárias ao executar o software SQL Server em um OSE físico.

Licenciamento de servidor + CAL

Ao licenciar o software SQL Server 2019 Standard Edition no modelo Server + CAL, é adquirido uma licença de servidor para cada servidor e uma licença de acesso para cliente (CAL) para cada dispositivo (CAL de dispositivo) e / ou usuário (CAL de usuário) acessando SQL Servidor ou qualquer um de seus componentes. Uma CAL não é um software; é uma licença que concede acesso a usuários e dispositivos ao software SQL Server.

Como licenciar o SQL Server 2019 usando o modelo de licenciamento Server + CAL

Sob o modelo de licenciamento Server + CAL, cada ambiente de sistema operacional (OSE) executando o SQL Server 2019 ou qualquer um de seus componentes deve ter uma licença de servidor SQL Server 2019 atribuída ao servidor físico que hospeda o OSE. Cada licença de servidor permite a execução de qualquer número de instâncias do SQL Server em um único OSE, físico ou virtual.

A execução do software SQL Server em diferentes partições de hardware ou blades requer licenças de software separadas. Partições de hardware e blades são considerados servidores separados para fins de licenciamento e as licenças do SQL Server não podem ser atribuídas a mais de um servidor a qualquer momento.

Dispositivos não operados por humanos exigem CALs de dispositivo, mesmo quando se conectam ao SQL Server indiretamente. Para dispositivos operados por humanos, como PCs ou terminais portáteis, uma CAL de usuário ou CAL de dispositivo pode ser usada.

Importante

O uso de hardware ou software que reduz o número de dispositivos ou usuários que acessam ou usam diretamente o software (multiplexação / pool) não reduz o número de CALs necessárias.

Ainda com dúvidas? Entre em contato conosco e saiba como podemos te ajudar.

Há mais de 20 anos atuando com inteligência de dados, a Arbit possui especialistas para implementar as melhores soluções ao seu ambiente de negócios.

Acesse também o nosso post sobre licenciamento do SQL Server 2019 em ambientes virtualizados e em Contêineres.