O chatbot é uma tecnologia já aplicada no cotidiano. As empresas têm adotado esse recurso cada vez mais, destinando diferentes funções a ele. Você sabe como esse programa funciona e o que ele pode trazer de útil?

Há ainda muitas questões sobre o uso dos chatbots! Eles oferecem boas possibilidades e funcionalidades às atividades de um negócio. Este post vai falar mais sobre ele, mostrando como funciona e qual papel pode desempenhar. Confira!

Entenda melhor o que é um chatbot

O chatbot nada mais é que um sistema desenvolvido para automatizar tarefas. O seu principal uso, durante muito tempo, foi aplicado ao atendimento, por meio dos chats. O programa é capaz de identificar uma solicitação do usuário, realizando uma atividade com base nisso, tudo graças a uma programação prévia.

Por mais que seja difícil desassociar o chatbot desse uso, ele é muito útil em uma série de outras tarefas. Atualmente, a ideia é usá-lo para resolver demandas de forma automatizada, estruturando tudo em formato de diálogo.

Essa forma de uso ampliou muito a utilidade desse sistema. Agora é possível designar o chatbot para uma série de atividades, otimizando a rotina de uma empresa. Se o sistema executa, por exemplo, uma venda automatizada, isso representa economia de esforços.

Conheça as tecnologias usadas

Quem já teve contato com um chatbot deve ter se surpreendido com a sua precisão. O recurso é realmente muito útil, tornando os processos mais práticos. Eles não vêm para substituir pessoas, mas para agilizar o trabalho delas.

Esse programa tem a inteligência cognitiva como base de sua proposta. Ele analisa os dados gerados das interações, tomando decisões e oferecendo respostas otimizadas a partir dessas informações. Com isso, os chatbots tendem a se tornar cada vez mais eficientes no seu uso.

Os padrões de ocorrência de situações são reais. Sendo assim, esse programa identifica o que se torna recorrente. Se ele vai realizar uma venda, por exemplo, passa a aprender com questões que se repetem a todo instante.

O mesmo acontece em chatbots direcionados a atendimentos, aqueles aplicados em sites institucionais. Quanto mais determinada solicitação acontecer, mais preparado para solucioná-la o chatbot estará.

A inteligência artificial e o machine learning

O debate sobre a inteligência artificial é extenso, uma vez que ela é cada vez mais aplicada no cotidiano. Atualmente, essa tecnologia já pode ser vista em chatbots direcionados a atendimentos e tarefas mais complexas. Assim, ele consegue se adaptar às demandas, mesmo que as solicitações não sejam tão explícitas.

O uso da inteligência artificial evita que o sistema seja incapaz de entender um comando não programado. Diversas maneiras de solicitações são atendidas, gerando essa capacidade de raciocínio (até certo ponto) ao chatbot.

Essa adequação de entendimento é possível graças ao machine learning. É essa técnica que capacita o sistema a aprender as diferentes maneiras de conduzir um processo. Assim, o chatbot analisa os dados oferecidos, entende o que é relevante e, então, age no entendimento.

Esse processo praticado pelo machine learning permite o aprendizado frequente e contínuo. Ele desenvolve sua própria base de dados, ampliando sua capacidade de entender novos termos e solicitações.

Veja como usar o chatbot na sua empresa

Há diversas possibilidades de aplicação do chatbot em uma empresa. A principal função é automatizar uma tarefa, tornando-a mais rápida. Isso dispensa a intervenção de um colaborador, que se dedica a alguma demanda que realmente só pode ser feita por ele.

A seguir, conheça possibilidades concretas de uso do chatbot!

Atendimento

O atendimento ainda é a principal funcionalidade desse sistema. A sua empresa pode solucionar questionamentos de diversos níveis de complexidade sem que um colaborador esteja envolvido. Esse trabalho é feito tanto nos chats das páginas institucionais quanto agindo integrados a outras plataformas.

É cada vez mais comum o uso de chatbots com o Messenger do Facebook, por exemplo. O usuário já se depara com um contato proativo ao curtir a página de uma empresa. Esse recurso também é útil em atendimentos de todo tipo, em que o cliente faz a solicitação.

Recrutamento

Por meio do machine learning, esses programas também agilizam o processo de recrutamento e seleção. Colaboradores do RH não precisam mais fazer buscas e análises nos currículos, uma vez que o chatbot é capaz de identificar o que é relevante.

O sistema avalia todas as informações nos documentos, analisando os dados que condizem com o que a empresa busca, como um filtro. Assim, é possível ganhar tempo na seleção de candidatos, contando ainda com a precisão ao detectar somente o que interessa.

Vendas

O programa é capaz de identificar oportunidades de vendas a partir de diálogos. Isso pode ser feito em um atendimento ou em qualquer outra interação. Analisando as informações, o chatbot identifica o que o cliente quer, encaminhando a sugestão exata para realizar a venda.

O sistema também recorre ao histórico de consumo do cliente, observando seus hábitos. Assim, propostas precisas são geradas, com mais chances de conversão.

Manuais de uso

Um novo produto pode gerar muitas dúvidas no seu uso, e o chatbot seria uma grande ajuda se aplicado como um manual digital. Ele é capaz de entender os questionamentos de todos os tipos, relacionando essas dúvidas com questões já programadas.

Isso evita que o consumidor precise buscar respostas nos manuais tradicionais. Eles são extensos e, muitas vezes, apenas um percentual pequeno de suas informações é realmente útil. O chatbot reduziria esse trabalho e resolveria a dúvida rapidamente.

Agendamentos

Quem presta serviço com hora marcada sabe como é importante ter um sistema de agendamento eficaz. O chatbot já vem sendo utilizado para isso e se mostra uma alternativa bem simples, que pode ser adicionada aos chats de atendimento.

No uso, bastaria que o cliente informasse a data e o período do dia que tem disponível, assim o chatbot oferecia os melhores horários. Esse modelo poupa o tempo do cliente e dispensa as ligações telefônicas. Em contrapartida, os atendentes podem se dedicar a outras demandas sem perder tanto tempo agendando.

Saiba como deve ser feita a implementação

Há um trabalho de dedicação a ser feito antes de implementar. O chatbot é muito útil, mas precisa ser utilizado de maneira inteligente e realmente produtiva para a sua empresa. Antes mesmo de adotá-lo, faça o seguinte questionamento: por que preciso dele?

Essa tecnologia tem diversas possibilidades de uso, então é importante encontrar uma que realmente faça diferença no seu negócio. Após isso, mensure o custo de implementação diante dos benefícios que o chatbot trará às atividades do negócio.

Outro ponto importante é a configuração do programa. É preciso programá-lo da maneira certa, para que responda adequadamente às solicitações. Essa etapa demanda esforços, levando certo tempo até que o seu chatbot esteja pronto para atuar.

Você colherá bons frutos ao identificar o processo ideal para aplicar o chatbot. Vários setores da sua empresa podem fazer uso dele, como RH e vendas, melhorando a produtividade de forma geral. Avalie o custo-benefício, o esforço de implementação e como ele ajudará as demandas no cotidiano da era digital.

Quer ter acesso a outros posts como este, além de conteúdos relacionados? Curta a nossa página no Facebook e não perca mais nada!