Antes de pensar nas aplicações da Internet das Coisas, precisamos rememorar esse conceito. A Gartner a define como uma “rede de objetos físicos que contém tecnologia incorporada para comunicar e sentir ou interagir com seus estados internos ou com o ambiente externo”.

Essa explicação simples, no entanto, pode não abarcar toda a grandiosidade dessa realidade. Neste artigo, vamos nos aprofundar um pouco mais. Continue lendo para ver exemplos práticos de como a Internet das Coisas pode ser aplicada nas empresas!

Afinal, o que é Internet das Coisas?

Do inglês Internet of Things (IoT), na prática esse conceito explica a multiplicidade de dispositivos computacionais inter-relacionados, máquinas mecânicas e digitais, objetos, animais ou pessoas que são fornecidos com identificadores exclusivos com capacidade de transferir dados por meio de uma rede sem exigir intervenção humana.

Portanto, uma “coisa” na Internet das Coisas é qualquer objeto natural ou artificial ao qual pode ser atribuído um endereço IP, sendo assim capaz de transferir dados por meio de uma rede.

Tecnicamente falando, um ecossistema de IoT consiste em dispositivos inteligentes habilitados para a web que usam processadores, sensores e hardware de comunicação integrados para coletar, enviar e atuar sobre os dados que adquirem em seus ambientes.

Os dispositivos de IoT compartilham os dados coletados por meio de conexão com um gateway IoT ou outro dispositivo de borda em que os dados são enviados para a nuvem para serem analisados ​​​​localmente.

Às vezes, esses dispositivos se comunicam com outros relacionados e agem com base nas informações que obtêm uns dos outros. Eles fazem a maior parte do trabalho sem intervenção humana, embora as pessoas possam interagir — configurá-los ou parametrizá-los com instruções, por exemplo.

Que benefícios uma estratégia de Internet das Coisas pode trazer para as empresas?

Cada vez mais, organizações em diversos segmentos do mercado estão usando a IoT para operar com mais eficiência, entender melhor seus públicos de interesse para oferecer atendimento aprimorado, melhorar a tomada de decisões e aumentar o valor de seus negócios. Elas são, normalmente, empresas que já iniciaram sua transformação digital e percebem nessa nova tecnologia vantagens como as que você vai ver a seguir.

Aumento das oportunidades de negócios

Assim como já aconteceu com a cloud computing, a IoT abre a porta para oportunidades de negócios e ajuda as empresas a se beneficiarem de novos fluxos de receita desenvolvidos por modelos de soluções e serviços avançados.

As inovações impulsionadas pela IoT criam casos de negócios sólidos, reduzem o tempo de lançamento no mercado e aumentam o retorno dos investimentos. Ela tem o potencial de transformar a maneira como consumidores e empresas abordam o mundo, o que pode ir muito além da conectividade.

Utilização aprimorada de ativos de TI

As aplicações da Internet das Coisas podem melhorar o rastreamento de ativos (equipamentos, maquinário, ferramentas etc.) por meio de sensores e conectividade. Isso ajuda os gestores a obterem insights em tempo real.

As organizações podem, por exemplo, localizar com mais facilidade os problemas em sua infraestrutura de TI (bancos de dados, servidores etc.) e executar métodos de manutenção preventiva.

Ganho de eficiência nos processos

Estando conectada com um número máximo de dispositivos à internet, a IoT permite que as empresas sejam mais inteligentes, com insights operacionais em tempo real e, ao mesmo tempo, reduzam os custos operacionais.

Os dados coletados da rede de logística, do chão de fábrica e da cadeia de suprimentos, por exemplo, ajudam na criação de planos de ação para reduzir o estoque, o tempo de comercialização e o tempo de inatividade devido à manutenção.

Melhorias de segurança e proteção

Os serviços de IoT integrados com sensores e câmeras de vídeo ajudam a monitorar o local de trabalho para garantir a segurança do equipamento e proteger contra ameaças físicas.

A conectividade IoT pode alertar os profissionais de segurança da informação para que eles resolvam problemas rapidamente — evitar que riscos e ameaças se tornem problemas reais.

Aumento da produtividade

A produtividade desempenha papel fundamental na lucratividade de qualquer negócio. Aplicações da Internet das Coisas oferecem treinamento just-in-time para funcionários, melhoram a eficiência do trabalho e reduzem o descompasso de habilidades, aumentando a produtividade organizacional.

Redução de custos

A utilização aprimorada de ativos, a produtividade e as eficiências dos processos, proporcionadas por uma estratégia bem estruturada de Internet das Coisas, podem facilitar a economia de recursos financeiros. Por exemplo, a análise preditiva e o diagnóstico em tempo real reduzem os custos de manutenção de máquinas no chão de fábrica.

Quais são as principais aplicações da Internet das Coisas nas organizações?

Agora, que já entendemos o conceito e tivemos uma lista de benefícios que as empresas podem obter, vamos a uma série possível de aplicações da Internet das Coisas!

Nos domicílios

No segmento de consumo, por exemplo, casas equipadas com termostatos inteligentes, aparelhos de aquecimento, iluminação e dispositivos eletrônicos conectados podem ser controladas remotamente via computadores, smartphones ou outros gadgets móveis.

No dia a dia das pessoas

Dispositivos portáteis com sensores e software podem coletar e analisar dados do usuário, enviando mensagens para outros equipamentos, com o objetivo de tornar a vida dos usuários mais fácil e confortável.

Na segurança pública

Aparelhos portáteis equipados com Internet das Coisas também são usados ​​para segurança pública. Por exemplo, melhorando os tempos de resposta dos socorristas durante emergências, fornecendo rotas otimizadas para um local ou rastreando os sinais vitais de vítimas ou bombeiros em locais com risco de vida.

Na área da saúde

Na área da saúde, a IoT oferece muitos benefícios, incluindo a capacidade de monitorar os pacientes mais de perto para usar os dados gerados e analisá-los. Os hospitais costumam usar sistemas de IoT para concluir tarefas, como gerenciamento de inventário, tanto para produtos farmacêuticos quanto para instrumentos médicos.

Na construção civil

Construções inteligentes podem reduzir os custos de energia usando sensores que detectam quantos ocupantes estão em uma sala. A temperatura pode ser ajustada automaticamente — por exemplo, ligar o ar-condicionado se os sensores detectarem uma sala de conferência com bastante gente.

Na agricultura

No campo, os sistemas inteligentes baseados em IoT podem ajudar a monitorar a luz, a temperatura e a umidade do solo em áreas de cultivo usando sensores conectados. Também podem ser usados na automação de sistemas de irrigação.

Como você viu, a Internet das Coisas já é uma realidade. Ela é aplicada nos mais variados segmentos do mercado e pode gerar inúmeros benefícios.

Acrescentamos que, para melhor aproveitá-la, os gestores empresariais devem buscar auxílio de uma empresa especializada no assunto. Assim, terão mais facilidade de identificar oportunidades e escolher as ferramentas e os métodos que mais se encaixem na realidade dos seus negócios.

O que você achou das nossas indicações de aplicações da Internet das Coisas? Faça contato conosco e veja como podemos ajudá-lo a aproveitar essa tecnologia!