O SQL Server está em constante evolução. Em média a cada 2 anos é lançada uma nova versão cheia de novidades e melhorias. Você está com seu SQL bem configurado e performando bem e, de repente, você se depara com a necessidade de migrar para que se mantenha em conformidade com o suporte Microsoft, seja ele mainstream ou extended. O que você precisa tomar em conta para uma migração segura e transparente?

Migrar ou não migrar? Eis a questão

Já vi situações em que empresas tinham um ambiente tão estável que, mesmo sem suporte, decidiram assumir o risco e mantê-lo como estava. É muito claro que o fator segurança tem um peso enorme aqui. E se eu te disser que você pode migrar seu ambiente e ele rodar com a mesma segurança em uma versão suportada? O SQL Server possui mecanismos que ajudam as empresas a realizar uma transição sem pressa lenta e segura através dos modos de compatibilidade. Além disso quando migra você pode manter a compatibilidade e ainda se beneficiar de features novas que não são vinculadas à essa compatibilidade e que vão fazer seu ambiente ficar ainda melhor.

Fique alerta, faça testes!

Ao realizar uma migração, faça testes! Testes na camada do SQL Server, do sistema operacional, no storage, com a aplicação, com o usuário final. Procure reproduzir o mais fielmente possível o que existe em produção. Antes de migrar, crie um baseline para entender o que seu ambiente atual entrega para que você possa comparar e verificar as melhorias após a migração ou até mesmo se algo der errado para ir direto ao ponto.

Crie um checklist de tudo que existe na instância atual a nível de instância (linked servers, certificados, chaves de segurança, logins e senhas) quanto a nível de banco de dados (configurações database level). Tenha certeza de que levou tudo. Recomendo muito aqui o módulo open source de Powershell dbatools. Nesse módulo você encontra dezenas de cmdlets para realizar migrações e validações de forma segura.

Não deixe também de alinhar a expectativa de tempo que seu SQL pode ficar fora do ar ou até mesmo se não puder ficar, considerar uma estratégia de migração chamada side-by-side, utilizando um novo servidor e atualizando os dados nos dois até o momento do corte e alteração do endereço DNS.

Como a Arbit pode te ajudar?

A Arbit possui profissionais altamente capacitados com visão de ponta a ponta tratando-se de SQL Server, que analisam desde a sua infraestrutura até o código da aplicação, traçando a melhor estratégia para que sua empresa tenha um ambiente atualizado e em conformidade com o suporte oficial. Entre em contato conosco agora mesmo!