Atualmente, diversas ferramentas de análise de dados têm se destacado como formas de auxílio aos gestores nas decisões do cotidiano. É comum também utilizar diversas tecnologias integradas para obter um resultado ainda melhor e conseguir uma visão mais ampla dos negócios. Um exemplo disso é a integração entre o Power BI e SQL Server.

Com o bom uso desses serviços, as empresas adquirem maior capacidade de redução de custos, com um gerenciamento mais organizado, mas também maior segurança nas tomadas de decisão, com mais precisão e confiabilidade no processamento de dados estruturados e não estruturados.

Para saber mais, continue acompanhando este artigo.

O que é Power BI e como ele integra diversas fontes?

O Power BI é uma plataforma de análise de dados fornecido pela Microsoft que viabiliza a transformação de dados brutos em informações relevantes, interativas e dinâmicas.

É uma plataforma focada em simplificar essa tarefa, com automatização de atividades, o que torna o processo mais intuitivo e permite que qualquer pessoa opere os sistemas. É também líder no mercado de Analytics, segundo a consultora Gartner.

Surgiu para ajudar os gestores a tomar decisões com base em análises aprofundadas e amplas, em vez de se basear somente na intuição. Assim, é possível controlar melhor o negócio e errar menos, otimizando os investimentos e a alocação de recursos.

Com ferramentas de visualização que viabilizam a conversão de dados de diferentes formatos para gráficos, mapas, histogramas, tabelas, matrizes e outros tipos, os sistemas ajudam os administradores a criar uma visão mais amigável dos dados, a fim de facilitar a gestão e a transmissão de informações para outras pessoas. Ademais, o gerenciamento é facilitado pela possibilidade de criação de dashboards interativos.

Essa plataforma torna-se relevante em meio ao emergente mundo da análise de dados, e deve movimentar cerca de 26 bilhões de dólares até 2020. É uma forma de modernizar a gestão de Analytics, que não precisa depender mais de planilhas, gráficos estáticos e tabelas enormes difíceis de compreender. O seu destaque é justamente a maneira simples de trabalhar com as informações e a variedade de opções de visualização.

Outra grande vantagem do Power BI é a possibilidade de integrar diversas fontes de dados. Ou seja, é possível extrair informações de locais distintos e centralizá-las em relatórios e gráficos personalizáveis.

Assim, o gestor consegue controlar os dados e as métricas em um só lugar, com atualizações em tempo real e alta disponibilidade, afinal, existe a possibilidade de baixar a aplicação no celular.

O Power BI permite a integração com diversas fontes de dados de diversos formatos. Você pode realizar a integração com bancos SQL e com ferramentas de análise como o Google Analytics, por exemplo.

Como é a integração com bancos de dados?

O destaque é que essa comunicação pode ser feita online e offline. A importação geralmente é a primeira etapa do fluxo de trabalho com o Power BI, que, de forma muito simples, permite que o usuário selecione a opção de origem.

Depois que é feita a importação, é possível fazer a limpeza dos dados, selecionar somente o que é de fato importante e/ou transformar os dados de acordo com os objetivos definidos. Este processo também é conhecido como ETL. Depois da modelagem, o usuário é capaz de gerar relatórios ou gráficos para visualizá-los de forma mais compreensível.

Também há a possibilidade de cruzar dados dos bancos selecionados com as informações existentes e gerar novos insights. Ademais, no momento da consulta, a plataforma busca e atualiza o dado no banco de origem, podendo ser em tempo real ou em atualizações agendadas.

Para trabalhar com diferentes fontes, o Power BI estabelece relações entre as informações e tabelas, o que permite que o gerenciamento seja feito de maneira uniforme e centralizada.

Como o Power BI e o SQL Server trabalham juntos?

O SQL Server é a plataforma de dados da Microsoft e, claro, pode ser integrado ao Power BI. Veremos a seguir os benefícios garantidos com essas duas ferramentas trabalhando juntas.

Importar tabelas

Depois de selecionar o banco de dados, uma das possibilidades que existem é a de importar as tabelas dele para trabalhar no ambiente do Power BI. Assim, é fácil fazer uma análise segmentada e trabalhar com relatórios específicos de algumas tabelas. Tudo isso favorece a personalização da visualização e possibilita uma melhor compreensão dos dados.

Fazer consultas

Também é possível fazer consultas diretas na base do SQL Server. Com isso, o usuário consegue selecionar elementos específicos e buscar de maneira rápida e prática. A aplicação da Microsoft permite que isso seja feito com uma boa performance e com segurança.

Realizar estudos analíticos

Depois de estabelecer a integração, o gestor pode gerar análises preditivas, baseadas em identificação de padrões no conjunto de dados do SQL Server. Assim, os líderes são capazes de extrair valor das coletas acerca do presente, mas também sobre o futuro, o que permite prevenir eventuais problemas.

Outra grande vantagem é a funcionalidade de insights rápidos. É como se o sistema processasse os dados importados e fornecesse sugestões rápidas e factuais acerca das informações que podem ajudar os gestores a enxergar os negócios de forma diferente, de outra perspectiva.

Isso ajuda ainda mais a melhorar a capacidade de administração, preparando o líder para decisões importantes e para situações de contingência.

As formas de saída do programa são diversas, o que aumenta a eficiência dos estudos realizados, pois são feitos de diferentes maneiras, com múltiplos objetivos. É possível, inclusive, disponibilizar os resultados em formato de slides com a integração com outra ferramenta da empresa, o PowerPoint.

Com isso, a gestão ganha o poder de monitorar o negócio com mais facilidade. Desse modo, os usuários conseguem analisar a performance de diversos setores e departamentos da companhia e otimizar os resultados, de acordo com os objetivos e metas estabelecidas. Esse fator tem implicações positivas na análise de informações oriundas de diversos departamentos para permitir a melhoria dos processos.

A análise de dados é uma parte importante da gestão que deve ser considerada como prioridade, pois permite uma visão ampla e decisões mais acertadas. Nessa área, o Power BI tem se destacado como uma solução eficiente e fácil de utilizar, e uma de suas principais vantagens é justamente a integração com diversas fontes, o que possibilita a centralização e facilita o gerenciamento e a visualização.

Agora que você já sabe como funciona essa comunicação entre Power BI e SQL Server, bem como seus benefícios, entre em contato conosco e confira nossa solução de Analytics para a sua empresa.