Doença causada por um novo tipo de coronavírus pertencente à uma família de vírus que causa infecções respiratórias. São intitulados desta maneira pois, quando observados por um microscópio seu formato parece com o de uma coroa.

O Comitê Internacional de Taxonomia Vira (ICTV), decidiu que o nome deste novo coronavírus seria Severe Acute Respiratory Syndrome – Related Coronavirus 2 (SARS-CoV-2). Em 11 de Janeiro de 2020 a doença causada por esse novo coronavírus foi nomeada como Coronavirus Disease-2019 (COVID-19)

Quer acompanhar em tempo real os dados sobre Coronavírus no Brasil e no mundo? Acesse nosso dashboard!

Surgimento

No dia 31 de Dezembro de 2019 a Organização Mundial da Saúde (OMS) foi notificada sobre casos de uma pneumonia de causa desconhecida emergida na cidade de Wuhan, localizada na China. E em 07 de janeiro de 2020 as autoridades chinesas identificaram através de exames de laboratórios que a pneumonia era causada por um novo tipo de corona vírus.

Após a identificação da COVID-2019 e o progresso da infecção, rompendo as fronteiras da China e avançando para outros países no Oriente e Ocidente, a OMS declara Pandemia de coronavírus.

De acordo com um artigo publicado na Nature Medicine o novo coronavírus surgiu como resultado de uma evolução natural. A análise de dados sobre um vírus causador da COVID-19 comprovou que o organismo não foi produzido em laboratório – “Ao comparar os dados disponíveis da sequência do genoma para cepas conhecidas de outros coronavírus, pudemos determinar firmemente que o SARS-CoV2 se originou a partir de processos naturais”, disse Kristian Andersen, um dos autores do estudo.

Home-Office: Uma medida de proteção

Para evitar a propagação da doença é necessário que se evite ao máximo o contato social. Recomenda-se o afastamento de locais públicos e privados onde haja agrupamento de pessoas.

Os escritórios aglomeram um grande número de pessoas, por isso o Home office é uma opção para reduzir a propagação do vírus. Desta forma, como já é política da Arbit, podemos utilizar a tecnologia para trabalhar de forma remota, e assim evitar grandes aglomerações nos escritórios, além de evitar locais públicos.

Além de evitar o contato social, alguns cuidados pessoais são indicados

  • Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
  • Cubra o nariz e a boca ao espirrar ou tossir
  • Não compartilhe objetos pessoais
  • Mantenha os ambientes ventilados

Um material falso compartilhado nas redes nos últimos dias faz referência a possível uso de vacinas para cães para tratamento da COVID-19. O conteúdo se refere ao coronaviridae (coronavírus), que afeta humanos e animais com graves infecções. E as vacinas V8 e V10, citadas no texto, agem no combate de doenças, como cinomose e coronavírus canino da espécie CCov (gênero alphacoronavirus), e não afeta humanos.

Já a Covid-19 é da espécie SARS-Cov2, portanto, as vacinas indicadas para o tratamento de animais não têm eficácia para o novo coronavírus e não podem ser usadas em humanos.

Até o momento não há vacinas para a COVID-19. A doença é causada por um vírus novo, e o pesquisadores ainda estão desenvolvendo métodos, que podem levar cinco meses ou mais para serem disponibilizados.

Fique por dentro das informações e evite as Fake News

Mais rápido que a proliferação do próprio coronavírus está sendo a disseminação das Fake News.

Pensando nisso, a Arbit que é especialista em inteligência de dados e possui forte preocupação com as notícias que estamos consumindo, desenvolveu um dashboard que detém uma fonte única de dados, no qual você poderá se manter atualizado sobre a situação do COVID-19, isso em tempo real e de uma fonte confiável.

O momento em que nos encontramos a melhor coisa é nos mantermos instruídos, mas claro, com informações corretas.

Fontes:

https://www.bbc.com/portuguese/geral-51937884

https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2020/03/estudo-conclui-que-coronavirus-sars-cov-2-so-pode-ter-evoluido-naturalmente.html

http://www.santamaria.rs.gov.br/coronavirus/

http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/e-falso-que-vacina-para-cachorro-combate-novo-coronavirus/