O Business Intelligence é uma das tecnologias que podem ajudar a indústria farmacêutica a conquistar resultados ainda melhores. Entretanto, muitos dos benefícios que esse recurso pode trazer para as empresas ainda são desconhecidos pela maioria dos gestores.

Por isso, neste post, vamos explicar o quanto é importante investir em BI e por que a indústria farmacêutica pode obter vantagens ao fazer isso. Continue a leitura e esclareça suas dúvidas sobre o assunto!

Por que o BI pode ajudar a indústria farmacêutica?

A indústria farmacêutica enfrenta um grande problema: fazer o targeting e a segmentação do seu marketing para atingir os mercados mais lucrativos e os profissionais aptos a divulgarem seus produtos. Essas tarefas podem ser feitas de maneira muito mais fácil com a ajuda do Business Intelligence, que lhe mostrará quais praças e médicos precisam ser atingidos para obter bons resultados.

O que o Business Intelligence faz é organizar os dados que a sua empresa já tem e aqueles originados em fontes externas, para guiar a tomada de decisões e orientar as escolha dos prospects ideais.

Dados de auditorias farmacêuticas geralmente são compilados manualmente, o que demanda muito tempo e esforço da equipe. Com sistemas automatizados, é possível economizar recursos e obter resultados melhores e mais precisos.

Em que áreas o Business Intelligence pode ajudar?

A implantação de Business Intelligence na indústria farmacêutica ainda é uma inovação. A tecnologia pode fazer com que múltiplas áreas das organizações tenham resultados incríveis.

Departamentos como o de marketing e o de vendas são alguns que podem ver benefícios com a utilização de BI. Confira.

Marketing

A indústria farmacêutica gasta milhões promovendo os seus produtos. Esses gastos podem ser menores se a empresa adota tecnologias para fazer a gestão deles.

O Business Intelligence dará à sua organização recursos para entender melhor o público-alvo que ela atende. Também ajudará a distribuir os investimentos em marketing, a fim de incentivar iniciativas que tragam maiores retornos.

Com o uso de KPIs para a segmentação e a análise de performance, o BI permitirá que sejam identificados os produtos mais lucrativos e os profissionais que podem funcionar como promotores da marca. Direcionar as campanhas para aqueles que já têm um interesse pelos seus produtos fará com que elas tenham um ROI melhor e que vender seja muito mais fácil.

Segmentação de mercado é um processo fundamental no marketing, pois faz com que seja possível apontar a homogeneidade entre os seus clientes e os comportamentos e necessidades que eles demonstram. Munido dessas informações e de um bom sistema de BI, você será capaz de criar estratégias mais eficientes.

Inteligência de Mercado

Inteligência de mercado, ou Business Intelligence, é analisar como uma organização atua e como os concorrentes dela realizam as ações. Essa disciplina ajuda gestores a compreenderem o que pode ser modificado em seus próprios negócios e como fazer isso. Com inteligência de mercado, é mais fácil detectar oportunidades e antecipar tendências, o que é fundamental para vender mais.

Além disso, ela ajuda a indústria a deixar de reagir às mudanças do mercado e passar a antecipá-las.

Vendas

Usando o Business Intelligence para segmentar seu público e obter inteligência de mercado, um crescimento natural das vendas pode ser esperado. A tecnologia pode suportar a tomada de decisão em múltiplos departamentos do negócio, mas é no de vendas que ela cria grandes oportunidades.

Saber o exato momento para abordar um cliente ou para apresentá-lo a um novo produto pode fazer toda a diferença nos lucros da empresa. O BI também o ajudará a criar bons relatórios de performance, que mostram onde a equipe de vendas tem errado e apontam mudanças pertinentes.

Que desafios o BI ajuda a indústria farmacêutica a enfrentar?

Alguns dos desafios que poderão ser contornados com o BI na indústria farmacêutica e os efeitos do uso dessa tecnologia são o nosso próximo tema. Você verá, nos tópicos abaixo, os benefícios de usar BI no targeting, na segmentação e na abordagem de clientes. Confira.

Targeting

Targeting é detectar com precisão as principais características do seu público-alvo, a fim de analisá-las e gerar conhecimento capaz de fazer com que a sua empresa transmita a mensagem certa. Cada perfil tem particularidades que podem ser exploradas por um negócio para obter melhores resultados. Pense, por exemplo, que é muito mais fácil vender um produto para quem está insatisfeito com a solução de que dispõe atualmente.

O mesmo vale na hora de direcionar esforços para conquistar médicos que promoverão a sua marca. Apontar, com o uso de dados, aqueles que estão questionando o seu relacionamento com a marca atual, os que acabaram de abrir um escritório e começar suas práticas ou aqueles que não têm obtido os resultados que esperavam com os medicamentos que recomendam aos clientes faz toda a diferença na hora de vender.

Não será preciso nutrir esse prospect por muito tempo, pois ele já estará propenso a experimentar uma nova solução. O targeting permitirá que a sua empresa entenda exatamente que fatores influenciam um médico a aderir a um laboratório em particular e como utilizar isso a favor do negócio.

Segmentação

A segmentação é um pouco diferente do targeting, mas também é muito eficaz para o sucesso das empresas. Uma estratégia central de marketing costuma incluir ações que são identificadas com a sigla STP: segmentação, targeting e posicionamento.

A segmentação é homogeneizar seus consumidores para entender como as necessidades deles fazem com que sejam os clientes ideais.

A indústria farmacêutica precisa de segmentação para conquistar o público, e o Business Intelligence ajudará a fazer isso. Determinadas praças, por exemplo, podem trazer mais lucros para a sua empresa, desde que a sua estratégia se concentre nelas. Apenas com dados integrados, claros, atualizados e relevantes uma empresa pode garantir que a segmentação que realiza é eficiente e que seu targeting está correto.

Abordagem

Com um bom targeting e uma boa segmentação, a empresa consegue desenvolver uma abordagem. Essa palavra traduz, no marketing, a mensagem ideal que o cliente deseja ouvir antes de adquirir um produto e as informações que são relevantes para ele na tomada de decisão.

Quanto mais conhecimento a sua empresa acumula sobre seu público-alvo, utilizando o Business Intelligence, maiores são as chances que ela tem de otimizar sua mensagem e de conquistar e fidelizar novos mercados.

Com todas essas vantagens, é muito mais fácil entender que a implantação de BI na indústria farmacêutica deve ser feita quanto antes. Aderir a essa tecnologia agora é o jeito certo de colocar a sua empresa entre os destaques do mercado.

Gostou de conhecer como o Business Intelligence pode fazer a diferença na indústria farmacêutica? Assine nossa newsletter e acompanhe outros posts sobre o assunto!