O SQL Server 2019 foi apresentado no Ignite 2018, evento da Microsoft na Flórida, e vem repleto de novidades para os usuários. Com o novo release, empresas que utilizam a ferramenta poderão administrar melhor os dados estruturados e não-estruturados que administram, utilizando uma única database para fazer isso.

Algumas das expectativas para a versão são o funcionamento direto no Azure ou on-premise, o suporte para clusters de Big Data administrados pelo Kubernetes e a utilização de Machine Learning.

Neste post, vamos mostrar tudo que já sabemos sobre o SQL Server 2019 e como ele poderá facilitar os fluxos de trabalho da sua empresa. Confira!

O que muda com o SQL Server 2019?

No Preview público do SQL Server 2019 é possível ver as principais mudanças feitas pela Microsoft. Otimizações internas garantem uma performance melhor do que a da versão anterior, como a utilização de memória dinâmica em todas as queries.

Ao contrário do disponível na versão 2017 (um ajuste de memória baseado nas estatísticas de execuções anteriores), o upgrade faz com que seja possível processar cerca de 1000 colunas com muita rapidez e utilizando funções agregadas.

O Always Encrypted, solução desenvolvida pela Microsoft para encriptar automaticamente os dados do SQL Server, também é muito útil e está bem diferente daquele utilizado na versão de 2016. Agora ele utiliza uma tecnologia chamada Secure Enclaves que permite que os dados encriptados sejam operados nas funções agregadas. Ele remove a encriptação dos dados temporariamente, mas os valores em si não podem ser visualizados durante os chamados, continuando protegidos.

Quais os benefícios do SQL Server 2019?

Dentre as principais diferenças que o SQL Server 2019 traz para as empresas, não podemos deixar de destacar alguns.

Maior inteligência sobre dados

Com o SQL Server 2019 é possível obter insights de todos os dados da empresa. Conforme a Microsoft abraça o Open Source, as análises de Big Data para os usuários são feitas de maneira mais simples, porque administram os ambientes de dados na versão.

Developers, engenheiros e analistas de dados encontram ali uma única fonte para todos os dados, sejam eles estruturados ou não, e podem utilizar suas ferramentas favoritas para analisá-los ou, ainda, optar pelo SQL Server Machine Learning na hora de fazer análises avançadas.

Maior desempenho

Graças ao processamento inteligente de queries, a performance do SQL Server 2019 é melhor e o suporte à memória persistente faz com que as interações sejam mais responsivas. A infraestrutura leve do software é padrão na nova ferramenta e, por isso, obter estatísticas sobre as suas queries é um processo instantâneo.

Novos recursos de segurança

Os novos recursos de segurança também são um destaque. Já mencionamos o Always Encrypted com os Secure Enclaves, que protegem dados sensíveis sem impedir a execução de funções agregadas. Outra grande mudança proporcionada pelo recurso é a maior proteção contra malwares para os dados encriptados.

Como agora o SQL Data Discovery é nativo da ferramenta, o suporte à auditoria de dados é maior e ajuda a sua empresa a se adequar a GDPR e outras normas de compliance. Isso fará toda a diferença, independentemente da plataforma em que escolha instalar o SQL Server 2019 (Windows, Linux ou Docker).

SQL no Linux

As maiores diferenças em relação a essa atualização dizem respeito ao uso do SQL Server no Linux. Desde 2017 é possível fazer a instalação nessa plataforma, mas as versões utilizadas ali sempre tiveram menos funcionalidades do que as do Windows. Nesse upgrade, embora alguns recursos ainda estejam faltando, a Microsoft fez com que uma porção deles se tornasse acessível às instalações Linux.

A replicação de dados e a utilização do pacote de Machine Learning são alguns desses recursos. Suporte para OpenLDA (que abre caminho para o acesso ao Active Directory do SQL) é outra das grandes mudanças.

Por que o novo SQL Server é melhor que as demais opções no mercado?

Quem tinha dúvidas sobre adotar o SQL Service em detrimento do MySQL pode ficar tranquilo, pois fará a escolha certa ao optar pela ferramenta da Microsoft. Embora o MySQL seja um programa gratuito, ele não oferece opções de suporte como as que a Microsoft oferta.

Embora existam muitos recursos em comum, o controle de dados no MySQL é menor e inserir dados e deletar entradas é bem mais difícil. O SQL Server sempre teve opções de segurança mais robustas do que as do MySQL, porém, a atualização reforça isso e torna a solução ainda mais atraente para a proteção de dados.

As duas opções são as mais populares no mercado, mas a ofertada pela Microsoft é muito mais interessante para as empresas, ainda que tenha um custo de implementação superior.

Como fazer a instalação e o upgrade?

Para fazer a instalação ou o upgrade para SQL Server 2019 basta seguir as orientações da Microsoft, disponibilizadas no site da versão. Escolhendo um tipo de instalação (Windows, Linux, Docker ou Big Data Analytics) o usuário fará o registro na plataforma com todos os seus dados e poderá fazer o download da ferramenta.

Quando ele estiver completo, basta abrir o arquivo (no Windows) e escolher que opção melhor serve a sua empresa, entre Basic e Custom. Caso precise apenas baixar o setup, escolha a opção Download Media para fazer a atualização de outras máquinas escolhidas por você.

Na versão Custom será preciso apenas escolher o local da instalação e seguir as orientações do instalador. Atualizar os diretórios de dados e backup será fácil e, quando tudo isso estiver resolvido, basta abrir o Preview para se conectar com o SQL Server 2019.

O SQL Server permitirá a obtenção de inteligência sobre qualquer tipo de dados, porque integrará todos eles em um único hub. Ele também promete uma performance muito melhor do que a das versões anteriores e opções de segurança avançadas, que ajudará o seu negócio a proteger os dados que possui e a tomar decisões mais rapidamente.

O SQL Server 2019 poderá ser instalado no Windows, Linux e em Containers e já está disponível para pré-visualização no site da Microsoft.

Deu para entender melhor as novidades do Microsoft SQL Server 2019? Precisa de ajuda na migração? Fale conosco!